Intercâmbio

Intercâmbio – Parte I

Como já falei por aqui, em janeiro vou passar um mês na terrinha linda da rainha. Eu até comecei a pensar em dividir tudo com vocês, escrevi e reescrevi esse primeiro post algumas vezes até que animei e pensei em várias coisas legais. Claro que com um empurrãozinho dos amigos e também leitores, seus lindos que me apoiam. (um beijo pra Bela que está lendo e na semana passada veio pedir posts de vários assuntos envolvendo o intercâmbio por aqui, obrigada). Bom, para começar pensei em alguns primeiros passos, escolha de lugar, agência, curso e coisitas mais.

 

large (1)

Como escolher meu curso lá fora?

Olha não sou a melhor pessoa para lidar com escolhas, fico perdida no meio de uma multidão de opções. Chega a ser apavorante pra quem tá do meu lado UHASHUSHU

Quando decidi fazer intercâmbio não queria trancar a faculdade, então resolvi ir nas férias. Já o lugar para falar a verdade, foi a escolha mais fácil . Praticamente todos os meus gostos e preferências foram de algum modo influenciados pela Inglaterra, oh lugarzinho lindo aquele viu?  Normalmente os intercambistas ficam em cidades próximas de Londres, que são mais “calmas” e até mais “baratas”. Mas, como o plano era ficar apenas quatro semanas, decidi que iria ser lá mesmo onde eu iria chamar de lar. Vamos para o mais complicado: a escolha do curso. Queria algo para complementar o meu currículo, ajudar na fluência do idioma e também que permitisse um tempo para conhecer tudo e mais um pouco que eu tenho direito. Depois de pesquisar um pouco, escolhi duas agências aqui em Ribeirão e fui até lá conhecer. O curso que eu acabei escolhendo foi o curso intensivo, vou ter aulas de inglês cinco dias da semana na parte de manhã e a tarde tenho aulas específicas como moda, comunicação e design. Vou explicar tudo isso lá na parte da agência, mais em baixo. Eu gostei muito disso, porque quando pensei em fazer um curso lá fora queria mesmo fazer algo que envolvesse moda, cinema e televisão. (Podem ficar tranquilos que vai ter um post só sobre as aulas e sobre o que eu achei da escola)

Vou ter horários livres a tarde e também o final de semana para passear e fazer até pequenas viagens. O legal da Europa é que você pega um trem e pronto, está em outro país. Quem sabe eu treino o pouco de francês que eu aprendi né.

Tá, vai aquela pergunta: eu preciso saber inglês para fazer intercâmbio? Olha, tem pessoas que vão com o básico e outras que estudaram a vida inteira. Acho que isso depende muito de você e da sua boa vontade para querer aprender. Eu nunca fui a melhor aluna da sala em inglês, sério mesmo. Comecei a levar a sério ano passado quando entrei em um curso, até porque é fundamental uma segunda língua, ainda mais na profissão que eu escolhi. Não falo horrores não, mas acho que me viro e não passo fome. E sim, eu estou morrendo de medo disso. Tenho medo de não saber sair do “oi, tudo bem”. Me arrependo muito de não ter treinado minha mímica quando a Isabela me enchia as paciências para jogar Imagem & Ação. Já podem começar a torcer por mim tá? UHASUSH

Qual é a melhor empresa?

Vamos lá. Separei a CI e a EF, ambas são excelentes e já ouvi falar muito bem delas. Foram poucas diferenças que me fizeram optar pela EF. A questão financeira? Olha, não é muita diferença de uma para outra não. A Europa, principalmente a Inglaterra, é um dos lugares mais caros para se fazer intercâmbio, isso também é muito pelo salgado preço da libra, OH GENTE VAMOS ABAIXAR AI HEIN? Me deixa ser feliz.

Vou falar porque separei também a CI. Lá na CI eu poderia fazer um intercâmbio combinado dividido com moda na London College of Fashion – University of the Arts London. E eu tinha muito interesse lá por causa de um curso de moda e comunicação que eles oferecem de quatro meses e faz um tempão que eu estou de olho. Ah! Você também pode fazer um combinado com arquitetura e até mergulhos, tem pra todos os gostos.

Tá, se eu queria tanto a faculdade porque eu fui para a EF? Então, na EF eu poderia fazer um curso intensivo e três matérias específicas. Bom, como eu disse antes eu tenho aulas de inglês na parte da manhã e a tarde eu tenho aulas da matéria que eu escolher. Poder escolher entre várias matérias me chamou a atenção porque eu queria um pouco de tudo!

A matéria específica eu só escolho no primeiro dia de aula. Aqui antes de embarcar eu faço uma prova escrita e no primeiro dia de aula (toda segunda começa uma turma nova lá na EF) eu tenho a prova oral, o resultado é o que irá determinar em qual grupo eu fico: básico, intermediário ou avançado, depois do resultado eu vou atrás de resolver meus horários e as aulas. A EF tem uma escola própria onde você estuda e ela é super bem localizada, é perto de vários pontos turísticos e parques. Juro, mal vejo a hora de fazer que nem a Ju e almoçar em um parque lá perto <33 Se bem que eu vou no inverno e a previsão é até de neve.

Lembrando que as duas escolas oferecem cursos para todas as idades e gostos. Só marcar um horário e ir conhecer de perto. Além que você tem o total apoio em tudo, mesmo distante! O contato é super rápido para qualquer ajuda que você precisar.

Quem é de Ribeirão Preto ou região e for lá na EF, fala com a Ana Paula, ela é quem me atendeu e atendeu meus amigos. Fala que foi recomendação minha faz favor UHASUSH O endereço é Av. Independência, 3181, sala 14, e o telefone é (16) 3620- 3567 ou 3621- 1707.

Ah! não podia deixar de comentar. Na EF tem os ambassadors, são alunos e ex-alunos que compartilham tudo sobre seu intercâmbio, cada compartilhamento você ganha pontos e troca por prêmios. Dá para trocar até por cursos de duas semanas! Claro que eu corri para saber mais sobre como funciona e participar. Quem quiser conhecer mais sobre isso eu passo o e-mail o responsável pelos Ambassadors ou explico em um outro post como funciona.

Qual é a melhor idade para fazer intercâmbio?

Não que tenha uma idade específica, toda oportunidade de você fazer um intercâmbio você deve agarrar e não soltar. Falando da minha pessoa, acho que eu estou indo na idade certa para mim. Não é o caso de não ser responsável, porque eu sempre fui. Talvez eu não fosse tão madura assim, não que eu seja a pessoa mais madura desse mundo. Só que é outro país, vários desconhecidos e sem ter pra quem correr, entende? Exagerei um pouco, mas é isso. Hoje em dia sou mais independente do que era a um tempo atrás, sei sim me virar. Muito bem? Claro que não, mal fiz vinte e um. Mas acho que vou me sair bem, eu espero né? Até porque sou muito perdida em questão de me organizar com documentos, malas e coisas assim. Ah! Outra coisa, eu quero me mudar para São Paulo quando terminar a faculdade, então, isso é como um treinamento pra mim. Óbvio que em São Paulo tenho o Gus e o João e todos falam português. Mas vocês entenderam né? Lavar a louça, arrumar a cama, me alimentar direito. Principalmente me controlar no dinheiro. Quando comecei a trabalhar passei a entender o que é ter um salário e como ele tem uma facilidade de sumir rapidamente UHASUHSHUUHS Espero não ser a louca das compras, até porque a libra é bem salgadinha. A felicidade é o meu maior perigo: JANEIRO É LIQUIDAÇÃO <3

Casa de família x Residência estudantil?

Acho que isso é mesma situação sobre a idade. Vou te falar que aqui o financeiro e a comodidade me ajudaram a escolher a casa de família UHASHUAHSU Na casa de família está incluso o café da manhã e o jantar. Eles não tem o costume de almoçar. Apesar da casa ficar até uma hora de distância da escola, eu queria ter a experiência da rotina com a família. Já ouvi reclamações sim! A Ju ficou e não teve problema nenhum, pelo contrário, ela quer voltar pra reencontrar a moça que virou “mãe” dela por uns dias e os amigos que ela fez. Só que ela escutou várias reclamações de alguns desses amigos. Sabe, é uma outra família, uma cultura diferente com regras diferentes, é normal você querer voltar pra casa e chorar nos primeiros dias. Você tem que ter paciência que tudo vai se ajeitando, caso contrário a empresa muda você de casa, sem problemas. Do mesmo jeito já li sobre pessoas que ficaram em residência estudantil e curtiram muito. Sim, a residência estudantil tem mais “liberdade” porque você não deve satisfações a ninguém e não tem regras, vamos dizer assim, é claro, com isso mais responsabilidade, você se vira com tudo. É só levar em consideração seu jeito e a experiência que você quer viver. Gente, se você não está gostando, você pode mudar. Mas pelo menos tenta, mesmo que for tentar duas vezes.

 Eu falei até demais, me desculpem? Ficou muito grande né? Olha que eu tentei me segurar, é que tem muita coisa pra falar. Podem ficar tranquilos que eu vou fazer um post aprofundando mais cada assunto e também falando da minha experiência com cada um.

Espero que os posts ajudem vocês, tô tendo várias ideias legais pra fazer. Só que eu queria um grande favor, comenta aqui em baixo? Quero saber se você gostou, se ajudou, se você tem alguma dúvida ou sugestão <3

 

Hello Londres

large-4

Daqui dois meses vou realizar vários dos maiores sonhos da minha vida: fazer um intercâmbio, morar por um tempo na terra da rainha, andar de metrô e comer café da manhã com direito a bacon e panquecas, porque a alma gordinha sempre fala mais alto HUASHUSHUAS

Vou explicar direitinho! Em janeiro tô indo passar um mês na minha cidade preferida nesse mundo inteiro: Londres. Vou pra estudar o idioma e também pra aproveitar e conhecer todo o território lindo daquele lugar, oh meu deus <3

Foi quase um ano organizando tudo e também vários probleminhas que já me fizeram adiar um semestre a viagem. A ansiedade tá batendo forte e o desespero também.  Morar sozinha já é complicado, agora em outro país a preocupação dobra né? Na verdade um amigo meu vai na mesma época e eu vou ficar na casa da moça que já abrigou a minha amiga em julho, pelo menos é o que eu espero e tô tentando fazer dar certo. Vocês já conhecem a Ju por aqui, me ajudem a obrigar ela a contar um pouco do tempo dela lá aqui no blog. Eu sou enrolada, agora meus amigos aprenderam direitinho e superaram a professora AHUSAUHSHUASHU

Resolvi fazer alguns posts sobre o planejamento da viagem, coisas básicas que talvez podem ajudar vocês do mesmo modo que outros blogs me ajudaram desde que resolvi que queria passar por essa experiência.

Espero que gostem! Aliás, queria a participação de vocês, sobre curiosidades e dúvidas. Só deixar aqui nos comentários ou lá na fanpage. Beijos <33